Causas secundárias das injustiças sociais, Pelo Bispo Manoel Ferreira
11/11/2010 19:41 em CONAMAD

Causas secundárias das injustiças sociais
 

(1ª parte)
Já nos conscientizamos de que todas as injustiças sociais pós-modernas têm uma causa única: a rejeição à Deus. A causa primária das injustiças sociais entre todas as nações, que não conhecem a Bíblia, como única regra de fé e prática, é porque não dão crédito a tudo o que já conhecem a respeito da criação do Universo e do homem (Romanos 1.18-32) e, do mesmo modo, não respondem adequadamente aos ditames de sua própria consciência (Romanos 2 .12-16). E isso é gravíssimo, porque ninguém pode se desculpar, declarando que pratica injustiças sociais por ser inconsciente. Ninguém é inconseqüente por que é inconsciente. Todo ser humano é consciente.
No caso das Igrejas de Jesus Cristo, a causa primária das injustiças sociais é bem mais grave. Os cristãos praticam injustiças sociais porque desconhecem as maravilhas divinas da criação de Deus, porque não dão ouvidos à sua consciência moral e, bem mais grave do que tudo isso, porque categoricamente rejeitam a Lei de Deus - Salmos 119.11, 105. Obviamente que, a causa primária das injustiças sociais, que é a rejeição à Lei de Deus, traz como conseqüências várias causas secundárias, que desembocam em comportamentos éticos, religiosos e morais, pontilhando estilos de vida desregrados para o indivíduo e para a sociedade. A teologia errada traz como conseqüência a ética errada. A ortodoxia é a mãe da ortopraxia. Por isso que, temos que acertar os rumos de nossas vidas dentro dos parâmetros da Lei de Deus, para que acertemos os rumos de nossas práticas e vivências sociais.
Pelo exposto, considerando mais uma vez Amós 2.04-16, percebemos que a nação israelita desencadeou-se numa imoralidade desavergonhada. As injustiças sociais se misturavam com as imoralidades, num desencadeamento de práticas religiosas frustradoras, tendo tudo isso como causa a rejeição da Lei de Deus.
O nome de Deus era profanado não apenas pela luxúria desenfreada e pelas injustiças sociais, mas também, quando pai e filho se deitavam com a mesma mulher, como, por exemplo, com as prostitutas da deusa Astarte. As injustiças sociais eram acompanhadas da sujeira moral, anulando o bom senso entre os próprios componentes da família. Não é exatamente isso que acontece, atualmente ? Não é verdade, que as injustiças sociais de nosso tempo estão acompanhadas das práticas sensuais cada vez mais desavergonhadas e desastrosas, arruinando o vigor da família e fazendo desaparecer os conceitos de caráter, de moral, de bom nome, de pudor e de honra ?! Observamos em Romanos 1.18-32 que, como resultado de as pessoas não observarem a glória de Deus, através do Universo criado, desencadeou-se a degenerescência moral, nas mais variadas práticas de sensualidade desenfreada, o que naturalmente se manifesta nas injustiças sociais.
COMENTÁRIOS
Comentário enviado com sucesso!